Untitled
esquerda


Leia a Última Edição!

II Série Volume 33 Número 12
Dezembro 2020

E-ALERT:

menu esquerda
 
   
 
 
 
 


  1- Factores de recorrência das lesões intraepiteliais do colo do útero.

2- Duodenoscopia e colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (cpre) no diagnóstico da patologia biliar e pancreática. Experiência dos primeiros 150 exames.

3- Mefedrona, a Nova Droga de Abuso: Farmacocinética, Farmacodinâmica e Implicações Clínicas e Forenses

4- História natural da dilatação pielocalicial pré-natal.

5- Drogas antidepressivas.

6- Erisipela.

7- Abordagem terapêutica das úlceras de pressão--intervenções baseadas na evidência.

8- Traumatismo Crânio-Encefálico: Abordagem Integrada

9- Ulceras genitais causadas por infecções sexualmente transmissíveis: actualização do diagnóstico e terapêuticas, e a sua importância na pandemia do VIH.

10- Abordagem actual da gota.

11- Vasculite livedóide.

12- Cisto de Tarlov: definição, etiopatogenia, propedêutica e linhas de tratamento.

13- Tratamento antibiótico da cistite não complicada em mulheres não grávidas até à menopausa.

14- Urolitíase e cólica renal. Perspectiva terapêutica em Urologia.

15- Inversão uterina.

16- Princípios básicos em cirurgia: fios de sutura.

17- Rabdomiólise.

18- Abordagem diagnóstica das neuropatias periféricas.

19- Espondilodiscite: que etiologia?

20- Carcinoma inflamatório da mama.

 
   

Manutenção e Gestão do Dador de Órgão na Era COVID-19



O impacto da pandemia de COVID-19 na transplantação era expectável, receando-se uma redução substancial do número de transplantes realizados em Portugal, à semelhança do cenário catastrófico que se verificou em países como Espanha e Itália.
No entanto, ao fazermos uma análise retrospetiva do número de dadores de órgão no nosso serviço de Medicina Intensiva, verificámos que, nos primeiros nove meses de 2020, não se constatou uma diminuição do número de dadores relativamente a períodos homólogos dos últimos cinco anos. Contamos, desde 1 de janeiro de 2020 e até à data de elaboração desta carta, com sete dadores efetivos falecidos em morte cerebral.

Leia aqui a Carta ao Editor.