Untitled
esquerda


Leia a Última Edição!

II Série Volume 33 Número 9
Setembro 2020

E-ALERT:

menu esquerda
 
   
 
 
 
 


  1- Factores de recorrência das lesões intraepiteliais do colo do útero.

2- Duodenoscopia e colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (cpre) no diagnóstico da patologia biliar e pancreática. Experiência dos primeiros 150 exames.

3- Mefedrona, a Nova Droga de Abuso: Farmacocinética, Farmacodinâmica e Implicações Clínicas e Forenses

4- História natural da dilatação pielocalicial pré-natal.

5- Drogas antidepressivas.

6- Erisipela.

7- Abordagem terapêutica das úlceras de pressão--intervenções baseadas na evidência.

8- Traumatismo Crânio-Encefálico: Abordagem Integrada

9- Ulceras genitais causadas por infecções sexualmente transmissíveis: actualização do diagnóstico e terapêuticas, e a sua importância na pandemia do VIH.

10- Abordagem actual da gota.

11- Vasculite livedóide.

12- Cisto de Tarlov: definição, etiopatogenia, propedêutica e linhas de tratamento.

13- Tratamento antibiótico da cistite não complicada em mulheres não grávidas até à menopausa.

14- Urolitíase e cólica renal. Perspectiva terapêutica em Urologia.

15- Inversão uterina.

16- Princípios básicos em cirurgia: fios de sutura.

17- Rabdomiólise.

18- Síndrome linfoproliferativo autoimune.

19- Pancreatite aguda. Actualização e proposta de protocolo de abordagem.

20- Demência frontotemporal: que entidade?

 
   

Intoxicação por Lítio após Cirurgia Bariátrica: Um Caso Clínico



A cirurgia bariátrica é uma opção terapêutica no tratamento da obesidade em doentes, selecionados cuidadosamente, com perturbação psiquiátrica. Cerca de metade dos doentes referenciados para cirurgia bariátrica têm diagnosticada, pelo menos, uma perturbação mental, estando a maioria medicada com psicofármacos. Este procedimento pode alterar significativamente a biodisponibilidade dos fármacos e o lítio não é exceção. Contudo, apesar da absorção parecer diminuir na maioria dos fármacos, no caso do lítio existe um elevado risco de toxicidade. Neste artigo, descreve-se o caso de uma doente de 44 anos com um quadro de intoxicação por lítio pós-cirurgia bariátrica. Realizou-se uma revisão dos casos clínicos descritos na literatura de toxicidade ao lítio pós-cirurgia bariátrica e apresentam-se potenciais soluções clínicas preventivas. É essencial uma maior consciencialização das alterações na absorção dos psicofármacos pós-cirurgia, particularmente no caso do lítio. Recomenda-se fortemente uma monitorização, de forma mais regular, pós-cirúrgica clínica e laboratorial dos níveis séricos de lítio.

Leia aqui o artigo completo.